• Helena - 50 Livros

RESENHA de "A Casa Holandesa", de Ann Patchett - #INTRINSECOS


SINOPSE DE ORELHA


Após a Segunda Guerra Mundial, graças a uma conjugação de sorte e senso de oportunidades, Cyril Conroy entra no ramo imobiliário, criando um negócio que logo se torna um império e leva sua família da pobreza para uma vida de opulência. Uma de suas primeiras aquisições é a Casa Holandesa, uma extravagante propriedade no subúrbio da Filadélfia. Mas o que ele imaginou que seria uma surpresa incrível para a esposa acaba por desencadear o esfacelamento da família.


Quem nos conta essa história é o filho de Cyril, Danny, quando ele e a irmã mais velha - a autoconfiante Maeve - já não moram mais na casa em que cresceram, onde cada centímetro um dia ocupado por eles, pela mãe e o pai agora pertence a madrasta e suas duas filhas. Danny e Maeve aprenderam muito cedo que eram a única certeza na vida um do outro. Eles e a Casa Holandesa.


A construção - erguida na década de 1920 pelos Van Hoebeeks, um casal que fez fortuna comercializando tabaco e cujos retratos em tamanho real ainda estão acima da lareira, na sala de estar - exerce certa aura mágica sobre todos os habitantes da trama, não apenas Maeve e Danny. Foi um troféu para o pai deles, um fardo para mãe, uma ambição concretizada para madrasta. Apesar de suas conquistas ao longo da vida, Danny e Maeve só se sentem verdadeiramente confortáveis quando estão juntos e repetidas vezes voltam aquele endereço, observadores externos da própria vida. SOBRE A AUTORA


Ann Patchett nasceu em Los Angeles em 1963 e foi criada em Nashville. Ela participou do Sarah Lawrence College e o Workshop de Escritores da Universidade de Iowa. Ela foi indicada para o Best American Short Stories em 2006. A autora escreveu numerosos livros e publicações, incluindo a revista do The New York Times, Harper's Magazine, The Atlantic, The Washington Post, Gourmet e Vogue. Ela mora em Nashville, Tennessee, com seu marido, Karl VanDevender.

NOTAS

ENREDO: 4 PERSONAGENS: 5 DESENVOLVIMENTO E ESCRITA: 4 INÍCIO: 5 MEIO: 4 FIM: 5

NOTA FINAL: 4,5 de 5 LIVRO BOM PARA: se incomodar (positivamente) MINHA RESENHA


Sabe aquelas leituras que são boas, mas desconfortáveis? Foi bem o meu caso com esse livro. A escrita era boa, o enredo era bom, os personagens eram profundos, todo o desenvolvimento da história caminha bem, mas algo na leitura me deixou sempre incomodada. Acho que era essa a intenção da autora, pois ela narra acontecimentos dolorosos e exaustivos de uma maneira muito crua. Apesar de ser recheado de sentimentos, o livro tende a ser seco, não dando tempo para a empatia. É vida real mesmo e nada como ela para deixar a gente com um gosto amargo na boca. Foi uma leitura excelente, um tanto lenta no meio, mas que me tirou demais da zona de conforto. Só que eu já deixo avisado que esse não é um livro para todo mundo. Se você não curte esse tipo de narrativa, talvez ele não funcione para você.

COMPRO, BAIXO, PEGO EMPRESTADO OU PASSO LOTADO?


Alternei a leitura desse livro pela edição da Intrínsecos, que está linda, e pelo audiobook em inglês, que é narrado por ninguém menos que Tom Hanks. É um audiobook incrível, que tornou a experiência de leitura ainda mais especial, mas ela é um pouco lenta, pode acabar cansando um pouco.

ONDE COMPRAR Amazon.com (lançamento em 11 de agosto de 2020)

Amazon.com (em inglês)


A CAIXINHA DE MAIO DE 2020 DA INTRÍNSECOS

Curti muito essa caixinha, de verdade. Além da cor do livro ser linda e ter tudo a ver com a história, a capa de almofada é bem linda, mesmo sendo bem pequenina. A única coisa que realmente continua me incomodando é a revista, que sempre trás matérias que nunca tem nada a ver com a leitura. Já tentei de tudo com essas revistas e elas sempre acabam me dando a expectativa errada para a leitura. A impressão que me dá é que quem escreve as matérias e organiza a revista não leram a obra.



Conheça o canal da Bárbara Rocha aqui.

NOTA DA CAIXINHA: 4,5 de 5

ASSINE A INTRÍNSECOS!

ASSINE AQUI!

Quer participar do projeto? Então poste uma foto com o seu Nove Desconhecidos com a hashtag #blog50livros que adorarei ver. E já fez resenha sobre ele no Skoob ou GoodReads? Então me envie um email para contato@50livros.com que vou ler com muito amor! ;-)


#drama #romancedeepoca #intrínsecos #intrínseca #annpatchett

12 visualizações

© 2017 por 50 Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com