• Helena - 50 Livros

RESENHA de "Bom dia, Verônica", de Raphael Montes e Ilana Casoy


SINOPSE DE ORELHA


Chegou a hora de abrir a caixa e revelar muito mais que um mistério — uma parceria, um pacto vivo a quatro mãos, um suspense que atormentou leitores e despertou questionamentos. Qual a verdadeira identidade de Andrea Killmore? Por trás de um thriller hipnotizante e surpreendente, duas mentes sombrias, familiares ao perigo e a todos os amantes da literatura dark: Casoy e Montes.


A rotina da secretária de polícia Verônica Torres era pacata, burocrática e repleta de sonhos interrompidos até aquela manhã. Um abismo se abre diante de seus pés de uma hora para outra quando, na mesma semana, ela presencia um suicídio inesperado e recebe a ligação anônima de uma mulher clamando por sua vida. Verônica sente um verdadeiro calafrio, mas abraça a oportunidade de mostrar suas habilidades investigativas e decide mergulhar sozinha nos dois casos. Um turbilhão de acontecimentos inesperados é desencadeado e a levam a um encontro com lado mais sombrio do coração humano.


SOBRE OS AUTORES


ANDREA KILLMORE é o pseudônimo dos autores ILLANA CASOY e RAPHAEL MONTES.


ILLANA CASOY é criminóloga e escritora. Dedicou-se a estudar perfis psicológicos de criminosos, especialmente de serial killers. Ela foi a primeira autora nacional da DarkSide® Books, madrinha da linha Crime Scene, e publicou Arquivos Serial Killers: Made in Brazil, Arquivos Serial Killers: Louco ou Cruel?, Casos de Família (que reúne A Prova é a Testemunha, relato inédito do Caso Nardoni, e O Quinto Mandamento, sobre o assassinato do casal Richthofen). Colaborou na série escrita por Gloria Perez e dirigida por Mauro Mendonça Filho, Dupla Identidade (2014), exibida pela Rede Globo. Bom Dia, Verônica foi lançado originalmente em 2016 em parceria com Raphael Montes sob o pseudônimo de Andrea Killmore, e foi sua primeira publicação de ficção pela DarkSide® Books.


RAPHAEL MONTES é autor de Bom Dia, Verônica; A Mulher No Escuro; Dias Perfeitos; Suicidas; Jantar Secreto e O Vilarejo. Seus livros têm sido publicados na França, República Tcheca, Espanha e Polônia. Bom Dia, Verônica foi lançado originalmente em 2016 em parceria com Ilana Casoy sob o pseudônimo de Andrea Killmore.

NOTAS


ENREDO: 4

PERSONAGENS: 2

DESENVOLVIMENTO E ESCRITA: 3

INÍCIO: 5

MEIO: 3

FIM: 1

NOTA FINAL: 3 de 5


LIVRO BOM PARA: passar batido


MINHA RESENHA


Pensa numa decepção... Que leitura complicada, para dizer o mínimo. Tudo começa com a narrativa um tanto bizarra. Acontece tanta coisa asquerosa, feita para chocar, que o fio condutor (e até a coerência) fica comprometido. Os personagens são insuportáveis, mesmo aqueles que você deveria sentir o mínimo de empatia não te cativam. Eu achei, já sendo uma leitora assídua do Raphael Montes, que ficaria dividida em relação a eles, mas isso não aconteceu. Só que tudo isso é passável, mas o final vem e estraga tudo. Que final porco, é a única coisa que eu consigo pensar sobre. Os autores tentaram tanto surpreender no final que o tiro saiu pela culatra. Foi uma leitura desgostosa, que nem foi capaz de me entreter.


COMPRO, BAIXO, PEGO EMPRESTADO OU PASSO LOTADO?


A edição nova da Darkside está linda, mas a história não compensa. Mesmo que você ame os autores ou o gênero, não vale a pena investir nessa leitura. Se jogue em Suicidas, Vilarejo ou os livros de true crime da Ilana Casoy, mas não recomendo investir nesse aqui.


ONDE COMPRAR


Amazon.com

Quer participar do projeto? Então poste uma foto com o seu Bom dia, Verônica com a hashtag #blog50livros que adorarei ver. E já fez resenha sobre ele no Skoob ou GoodReads? Então me envie um email para contato@50livros.com que vou ler com muito amor! ;-)


#livro #policial #terror #thriller #andreakillmore #raphaelmontes #ilanacasoy #darkside #literaturanacional




VEJA TAMBÉM:





0 visualização

© 2017 por 50 Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com