• Helena - 50 Livros

RESENHA de "O Caso da Mansão Deböen", de Edgar Cantero


SINOPSE DE ORELHA Eles se conheceram na infância, nas férias em Blyton Hills - a cidade debruçada no lago mais enigmático que uma criança poderia imaginar. Anos depois, Andy é uma mulher extremamente solitária e sente que não se encaixa em lugar algum; Kerri busca consolo para seus medos e complexos na bebida; Nate se interna voluntariamente em hospitais psiquiátricos e tem a constante companhia do fantasma de Peter, o amigo que se tornara um astro de Hollywood mas morreu de overdose. Nenhum dos quatro podia imaginar que seu futuro seria fadado ao fracasso por conta de uma aventura adolescente envolvendo a Mansão Deboën.


Mais de uma década antes, em 1977, eles eram apenas quatro jovens inquietos, acompanhados de um simpático cachorro, quando foram até o lago da cidade de Blyton Hills para desvendar um mistério. Em vez de monstros assustadores e espíritos vingativos, o Clube dos Detetives de Blyton, como eles se intitulavam, descobriu que tudo não passava da tramoia de um criminoso fantasiado. Mas o que eles viram e ouviram naquele dia jamais deixa de aterrorizá-los.


Com a vida estagnada e imersa em um caos insuportável, Andy se convence de que é preciso enfrentar o passado que não os permite seguir em frente. O grupo então se reúne para tentar entender o que realmente aconteceu naquele fatídico verão e, desta vez, terão certeza de que a resposta é muito mais macabra e perigosa do que imaginavam.


Uma narrativa que celebra a nostalgia dos anos 1990, a amizade e os fantasmas (reais ou não) que precisamos enfrentar para superar maldições e maus agouros, O Caso da Mansão Deboën une doses do terror consagrado por H.P. Lovecraft ao humor sagaz das clássicas histórias de detetives juvenis, popularizadas por produções como Scooby-Doo.

SOBRE O AUTOR



EDGAR CANTERO é escritor e cartunista. Seu estilo literário une humor certeiro a cenas de ação, casas mal-assombradas e diversas referências pop.

NOTAS ENREDO: 5 PERSONAGENS: 5 DESENVOLVIMENTO E ESCRITA: 5 INÍCIO: 4 MEIO: 5 FIM: 5 NOTA FINAL: 5 de 5 + ❤️ LIVRO BOM PARA: viver uma fantasia bem louca MINHA RESENHA


Não consegui começar a leitura exatamente animada após ver tantas resenhas negativas sobre esse livro, mas fico muito feliz de ter dado uma chance, pois realmente amei! O autor deu um toque de Scoob-Doo em toda a trama e isso a deixou ainda mais legal. Deu um toque de nostalgia, sabe? A escrita do autor é um tiquinho confusa, mas não me incomodou em nada. O plot é meio mirabolante mesmo, um tanto no sense, mas acho que era esse o objetivo do autor e funcionou muito bem para mim. Para quem gosta de um terror bem fantasioso esse aqui é um prato cheio. O autor consegue trazer bastante diversidade aos personagens e sem ficar forçado. No fim, foi uma leitura que me divertiu muito e pretendo ler mais coisas do autor.

COMPRO, BAIXO, PEGO EMPRESTADO OU PASSO LOTADO?

Li esse livro em ebook e foi muito bom acompanhar essa leitura no Kindle. O preço foi bem legal, mas sei que a edição da Intrínsecos está muito boa também. Contudo, recomendo fortemente a versão digital, paguei bem barato em uma promoção. ONDE COMPRAR Amazon.com

Quer participar do projeto? Então poste uma foto com o seu O Caso da Mansão Deböen com a hashtag #blog50livros que adorarei ver. E já fez resenha sobre ele no Skoob ou GoodReads? Então me envie um email para contato@50livros.com que vou ler com muito amor! ;-)

#livro #intrinseca #terror #fantasia #edgarcantero

4 visualizações

© 2017 por 50 Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com