© 2017 por 50 Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

RESENHA de "Morte na Mesopotâmia", de Agatha Christie - #FOLIALITERARIA2018

 

 SINOPSE DE ORELHA

 

A enfermeira Amy Leatheran é contratada para se juntar a uma expedição arqueológica no Iraque. Mas sua função ali tem bem pouco a ver com ruínas e artefatos: ela deve vigiar de perto a bela Louise Leidner, que está cada vez mais apavorada com a ideia de que talvez seu ex-marido não esteja tão morto quanto acreditava.

Louise pode estar imaginando coisas. Mas o fato é que, uma semana após a chegada da enfermeira, a mulher é encontrada morta no próprio quarto, e agora cabe a Hercule Poirot identificar o assassino. Quem terá sido? Tudo indica que o culpado está entre os membros da equipe de cientistas...

 

SOBRE A AUTORA

 

Dame Agatha Mary Clarissa Mallowan (Torquay, Devon, Inglaterra, Reino Unido, 15 de setembro de 1890 — Wallingford, Oxfordshire, Inglaterra, Reino Unido, 12 de janeiro de 1976), mundialmente conhecida como Agatha Christie, foi uma romancista policial britânica, autora de mais de oitenta livros. Seus livros são dos mais traduzidos de todo o planeta, superados apenas pela Bíblia e pelas obras de Shakespeare, com mais de 4 bilhões de cópias vendidas em diversas línguas.

Conhecida como Duquesa da Morte, Rainha do Crime, dentre outros tútulos, criou os famosos personagens Hercule Poirot, Miss Marple, Tommy e Tuppence Beresford e Parker Pyne, entre outros. Agatha Christie escreveu também sobre o pseudônimo de Mary Westmacott.

 

 

 

NOTAS

ENREDO: 5
PERSONAGENS: 5
DESENVOLVIMENTO E ESCRITA: 5
INÍCIO: 5
MEIO: 5
FIM: 5

NOTA FINAL: 5 de 5 - FAVORITO

LIVRO BOM PARA: se deliciar

MINHA RESENHA


Nada como uma Agatha Christie para dar aquele prazer máximo na leitura. A Rainha do Crime deveria ser chamada também de Rainha da Escrita, sinceramente.

Por enquanto, Morte na Mesopotâmia é meu livro favorito da autora, superando até o incrível Assassinato no Expresso do Oriente. Com um enredo incrível, cheio de exotismo do Oriente Médio, a investigação de um assassinato pelo adorado Hercule Poirot vai de vento em poupa, com bastante ação e reviravoltas.

Diferente do Expresso do Oriente, esse livro tem uma narrativa mais fluida, em primeira pessoa, com uma linguagem menos coloquial. Os suspeitos, dessa vez, são mais cativantes e misteriosos, sendo muito difícil chegar à conclusão de quem cometeu o crime. Mas, meus amigos, o desfecho é incrível, deixando-nos suspirando até as últimas páginas.

Foi uma história que me prendeu do início ao fim, sempre querendo saber mais e mais da investigação. A quem interessa saber, essa narrativa se passa logo antes do Assassinato no Expresso do Oriente, mas foi escrito e publicado somente depois. Como todas as histórias da autora, podem ser lidos sem nenhuma ordem específica.

Morte na Mesopotâmia foi uma leitura incrivelmente boa, cheia de reviravoltas e que com certeza te deixará imerso do início ao fim.


COMPRO, BAIXO, PEGO EMPRESTADO OU PASSO LOTADO?

Compre por causa da edição. Em capa dura e com uma diagramação deliciosa, a Nova Fronteira fez um trabalho incrível, trazendo as histórias de Agatha Christie em edições lindas, confortáveis e com um preço espetacular. Sobrou uns trocados? Vale a pena investir.

 

ONDE COMPRAR

 

Amazon.com

Saraiva.com.br

Submarino.com.br

Quer participar do projeto? Então poste uma foto com seu Morte na Mesopotâmia com a hashtag #blog50livros que adorarei ver. E já fez resenha sobre ele no Skoob? Então me envie um email para contato@50livros.com que vou ler com muito amor! ;-)

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle