© 2017 por 50 Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

RESENHA de "Uma História de Verão", de Pam Gonçalves - #FOLIALITERARIA2018

 

SINOPSE DE ORELHA

 

É o último verão de Analu perto de casa antes da faculdade. Entre a dificuldade de se entender com seus pais, que queriam que ela cursasse Direito e não Cinema, e as persistentes comparações com seu irmão gêmeo, André Luiz, o grande exemplo de filho que faz tudo para agradar, a garota está cansada de tanta hipocrisia e da cobrança de todos e só quer aproveitar suas férias com os amigos. O lugar é lindo, o clima está ideal e não faltam lembranças em cada cantinho da praia. Pena que nem todas são boas: a primeira decepção amorosa e grande paixão de Ana Luísa, Murilo, está de volta com o sorriso cafajeste de sempre e novas promessas. De um lado, o futuro em uma nova e incrível cidade, São Paulo; do outro, os amigos, a família e um amor traiçoeiro que ao mesmo tempo machuca e envolve.

 

SOBRE A AUTORA

 

 

Pam Gonçalves nasceu em Santa Catarina, é escorpiana e formanda em Publicidade e Propaganda com pós-graduação em Branding e Criação Publicitária. Youtuber e criadora do blog Garota it, atualmente se dedica a seu canal no YouTube. Com muitos seguidores, no YouTube, fala daquilo que todos nós amamos, LIVROS e ainda por cima com um pouco de humor e uma grande dose de realidade.

 

 

 

NOTAS

 

ENREDO: 4

PERSONAGENS: 2

DESENVOLVIMENTO E ESCRITA: 4

INÍCIO: 4

MEIO: 3

FIM: 3

 

NOTA FINAL: 3,3 de 5

 

LIVRO BOM PARA: ficar na mesma

 

MINHA RESENHA

 

Quem olhar essa nota vai achar que se trata de um livro ruim, mas não, o livro é bonzinho. Só que nem por isso não tem falhas que me desestimularam.

 

O livro tem uma história fácil, fluida e bem tranquila de ler, focada diretamente na literatura infanto-juvenil. Infelizmente, a história não tem nada de original: romance mais uma viagem entre amigos, tema bem comum e revisitado por inúmeros autores nacionais, como, por exemplo, Thalita Rebouças.

 

Até aí tudo bem, ninguém é obrigado a ser extremamente visionário, só precisa escrever uma boa obra. A escrita da autora é bem boa, mas não consegue fazer com que o leitor imerja na história, fazendo parte dela. Na verdade, a escrita não consegue fazer com que quem leia sinta empatia pela personagem principal.

 

E aí vem o problema maior: os personagens. O modelo de criação desse grupo de personagens é simples: principal fonte do drama, intensificador do drama, amigo âncora, alívio cômico e sedutor fora da curva. Tudo para dar certo, mas muita coisa aí ficou superficial e simples demais. A personagem fonte do drama ficou sendo a pessimista do rolê que não consegue viver fora do drama, parecendo que sua meta de vida é sofrer, tudo é motivo para sofrer, presa demais dentro de si. O intensificador do drama, no caso o ex da personagem principal, é o que melhor convence, mas não é suficiente. O amigo âncora não convence e o alívio cômico se perde depois do primeiro terço do livro. O sedutor, um possível peguete, é diminuído, principalmente por conta das falhas da personagem egocêntrica.

 

Não quero dar spoilers, mas acontece uma parada com um dos amigos que exigiria uma ação maior da personagem principal, afinal é algo um pouco doloroso para esse amigo, mas a história passa direto por isso, como se não fosse nenhum tabu. Além disso, a protagonista passa direto por aquilo, colocando seu drama pessoal (um coração adolescente partido por outro adolescente) como algo muito maior e mais triste.

 

Existem pontos dramáticos muito importantes no livro que poderiam ser explorados de maneira muito mais consciente, mas a decisão da autora foi diminuir esses problemas para focar no drama adolescente. No final, o livro não causa nenhum tipo de vínculo com leitores adultos e não acho que consiga trazer pensamentos profundos ao público-alvo.

 

Por fim, acho que faltou um pouco de maturidade na autora para fazer o que tinha que ser feito. Ao invés de trazer uma catarse de maturidade, ela só consegue formar uma personagem auto-centrada que não quer amadurecer, mas sim somente fugir pelo caminho da vida adulta. Um resultado para o futuro? Um adulto sem maturidade emocional.

 

Ainda não desisti da autora. Adoro o canal dela e confesso que minha expectativa estava muito alta, coisa que não se cumpriu. Ainda lerei "Uma Viagem Inesperada" e "Boa Noite" para ter uma opinião final sobre sua obra.

 

COMPRO, BAIXO, PEGO EMPRESTADO OU PASSO LOTADO?

 

Eu diria pegar emprestado ou passar lotado. Por mais que o valor em e-book esteja bem acessível, acho que não vale a pena investir nesse título. Creio que a autora escreveu obras melhores.

 

ONDE COMPRAR

 

Amazon.com

Saraiva.com.br

Lojas Americanas

Quer participar do projeto? Então poste uma foto com seu Uma História de Verão com a hashtag #blog50livros que adorarei ver. E já fez resenha sobre ele no Skoob? Então me envie um email para contato@50livros.com que vou ler com muito amor! ;-)

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle