© 2017 por 50 Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

RESENHA de "Um Show de Bola", de Kel Costa

 

CUIDADO: essa resenha pode conter spoilers! Então, se você ODEIA isso, acho melhor você não ler esse post. ;-)

ATENÇÃO: esse livro contém ALGUMAS cenas eróticas. Contudo, essa resenha não, então pode respirar fundo que tá tudo tranquilo. ;-)

 

SINOPSE DE ORELHA

 

Tudo que a carioca Duda Ferrari mais desejava na vida era ser jogadora de futebol e assinar contrato com um grande clube. De quebra, ela também adoraria conhecer o seu maior ídolo, aquele por quem era obcecada: o brasileiro Leo Becker, jogador do Barcelona e um dos melhores do mundo.
Os obstáculos da vida, no entanto, não deixaram que Duda seguisse o sonho de criança. Foi preciso desistir da carreira como jogadora, mas, em contrapartida, ela passou por cima de muitos tabus que cercam o mundo do futebol e conseguiu um estágio como preparadora física no maior clube carioca, o Gladiadores Atlético Clube.

Logo ela descobre que o Barcelona acordou um empréstimo para que Leo Becker possa jogar por seis meses no Gladiadores e a garota nem consegue acreditar na sorte que tem. De volta ao Brasil, um dos jogadores mais caros do mundo está prestes a mudar totalmente a vida de uma fã.

 

SOBRE A AUTORA

 

Kel Costa é uma carioca que descobriu que queria escrever para os outros lerem, durante a faculdade de Interpretação Cênica, onde precisou criar algumas esquetes.

Em 2008, com o pseudônimo K®, resolveu escrever fanfics de Crepúsculo e ambientá-las em universos totalmente diferentes do utilizado no livro. Sua primeira fanfic postada no orkut foi a The Cullen’s Secret e o sucesso foi tanto que em pouco tempo o tópico se tornou o maior e mais comentado da comunidade. A interação e a troca de carinhos com os leitores aumentou e eles ganharam o apelido de calos fofos, que ela usa até hoje. Até 2013, Kel Costa alcançou o número de 38 fanfics (algumas finalizadas).

Atualmente, é autora da trilogia Fortaleza Negra (relançada pela Ler Editorial) e demais romances que serão publicados ainda em 2017.

 

NOTAS

 

ENREDO: 4

PERSONAGENS: 4

DESENVOLVIMENTO E ESCRITA: 3

INÍCIO: 5

MEIO: 4

FIM: 3

 

NOTA FINAL: 3,8 de 5

 

LIVRO BOM PARA: despertar a fangirl

 

MINHA RESENHA

 

Todo mundo aqui já sabe que eu sou fã de carteirinha da Kel, né? Além de escrever super bem, ela só escolhe temas que eu curto muito, então chance certa de me conquistar, né? Bem, mais ou menos.

 

Eu adoro futebol. Não sou uma fã ousada de algum jogador em específico (menos o CR7, mas ele não conta), mas mesmo assim a proposta desse livro me fisgou, ainda mais por conta da mocinha da história amar JOGAR futebol e treina jogadores de um clube (fictício) do Rio de Janeiro. A história começa super bem, me fazendo querer ler mais e mais para saber o futuro do casal. Quem é do Rio ou conhece muito bem a cidade, consegue reconhecer bairros e espaços citados e logo imerge naquela realidade.

 

Tudo estava indo muito bem até a metade do livro. Aí a história começa a ir para um lugar que eu não estava curtindo nada. Não que ele tenha ficado ruim, muito pelo contrário, só que tudo aquilo que estava me prendendo até aquele momento, foi substituído por outras que eu considero bem banais e que poderiam ser facilmente achadas em qualquer outro romance. A vibe da mocinha atleta, da cidade do Rio de Janeiro cheia de contrastes, tornou-se boba.

 

Uma coisinha que anda me irritando um pouco em tudo quanto é romance nacional, principalmente escrito por cariocas, é o fato de tudo seguir por um caminho meio igual: há uma menina inexperiente, o cara galinha, um amor tórrido, a menina fica grávida, tem alguma reviravolta de partir o coração e depois o casal volta ao normal e vive em um mar de rosas. E isso aconteceu nesse volume. Sério, partiu meu coração.

 

Existia tantos outros pontos que poderiam ser colocados de outra forma, serem mais bem explorados e colocado novos elementos na trama. Em "Fortaleza Negra" há tantos elementos inesperado e, ao mesmo tempo, cativantes que achei que nesse aqui teriam elementos da vida contemporânea que colocariam na baila várias verdades minhas. Fiquei bem chateada quando isso não ocorreu.

 

Lendo muitos romances independentes, cheguei em uma opinião: falta um leitor crítico que, no caso não independente, seria o editor. Não tem como pagar um editor? Sem problema, coloca alguém crítico para ler sua obra, alguém que não está ali para te agradar. No caso de escritores independentes, normalmente já forma-se um grupo beta para ler o pregão, mas muitas vezes, tornando-se próximos do autor, rola uma dificuldade de ser realmente sincero e apontar as falhas. Às vezes, nem consegue achá-las. Acho que faltou alguém nesse livro que falasse: para onde foi aquela ideia que você deixou aberto aqui? Por que você não desenvolve mais a relação da protagonista com o futebol? Será que a justificativa de deixar o Barcelona é real? E assim vai.

 

"Um Show de Bola" é sim um livro gostoso de ler, que te envolve e te faz começar a gostar dos personagens, mas não trouxe o que eu fiquei esperando: algo tão inesperado que só a Kel pode entregar.

 

COMPRO, BAIXO, PEGO EMPRESTADO OU PASSO LOTADO?

 

Ele está disponível somente em ebook pela Amazon, estando incluso no sistema Kindle Unlimited. Se você curte romances para espairecer a cabeça, pode ir atrás desse por lá.

 

ONDE COMPRAR

 

Amazon.com (Kindle Unlimited)

Quer participar do projeto? Então poste uma foto com seu Um Show de Bola com a hashtag #blog50livros que adorarei ver. E já fez resenha sobre ele no Skoob? Então me envie um email para contato@50livros.com que vou ler com muito amor! ;-)

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle