© 2017 por 50 Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

RESENHA de "Os Criadores de Coincidências", de Yoav Blum - PROJETO PREPARADA PARA A BIENAL

 

 

SINOPSE DE ORELHA

 

E se o trem que você perdeu, o café que derrubou, o bilhete que encontrou não forem eventos aleatórios? E se o destino do mundo estiver sendo manipulado por pessoas especializadas em criar acasos?


Neste romance best-seller do israelense Yoav Blum, o destino é o protagonista – mas ele não depende de sorte ou intervenção divina.


Emily, Eric e Guy trabalham numa espécie sobrenatural de organização secreta há alguns anos. Eles estudaram disciplinas como interferências em sonhos, distribuição de sorte e como ser amigos imaginários, até se tornarem criadores de coincidências. Agora, de tempos em tempos, recebem complexas missões a serem executadas. Seu trabalho é permanecer na área cinzenta entre destino e livre arbítrio, onde eles criam situações que criam situações que criam mais situações que darão origem a pensamentos e decisões, gerando os mais diversos resultados: o encontro de almas gêmeas, invenções que podem mudar o mundo, a inspiração que dará origem a obras-primas.


Mas, quando Guy recebe uma missão especial, que vai além daquilo que ele acredita poder fazer, as coisas começam a se mover de forma a mudar tudo o que os criadores de coincidências entendem sobre a vida e a verdadeira natureza do amor.


Um thriller improvável sobre os operários invisíveis que mantêm girando as engrenagens do acaso.

 

SOBRE O AUTOR

 

Yoav Blum (nascido em 1978) é um blogueiro e escritor de Israel. Ele é um escritor best-seller internacional e desenvolvedor de softwares. Seus primeiros 3 livros foram sucessos absolutos em Israel. Os Criadores de Coincidências, sua estreia, será traduzido para mais de 10 idiomas.

 

NOTAS

 

ENREDO: 5

PERSONAGENS: 3

DESENVOLVIMENTO E ESCRITA: 3

INÍCIO: 3

MEIO: 4

FIM: 5

 

NOTA FINAL: 3,8 de 5

 

LIVRO BOM PARA: suspirar um pouquinho

 

MINHA RESENHA

 

Eu tenho um medo muito grande de ler livros que pessoas que eu admiro e considero muito simplesmente amam por receio de não sentir o mesmo que essas pessoas e acabar não curtindo tanto o livro assim. Confesso que com esse aqui, isso acabou acontecendo.

 

Vou começar diferente dessa vez e iniciar pelo que achei do final e fazendo uma espécie de retrospectiva. O final realmente é incrível, passa uma mensagem linda, faz a gente repensar um pouco sobre a vida da gente e os caminhos pelas quais ela nos leva. Aquele finzinho que dá aquela aquecida no coração da gente. O livro realmente vem em um crescendo, melhorando a cada capítulo, gerando mais engajamento, por assim dizer. Só que eu realmente tive alguns problemas com essa leitura.

 

Toda a narrativa vai sendo alternada entre o que está acontecendo, com flashbacks e com partes dos manuais dos criadores de coincidências. Achei a parte dos manuais um PORRE, realmente não me acrescentou em nada, não era engraçado, irônico ou esclarecedor. Para mim, foi só chato mesmo. A leitura só começou a fluir de verdade quando decidi não ler essas partes. As partes dos flashbacks foram um pouco difíceis para mim também, achei um tanto monótonas, mas pelo menos traziam algumas respostas (diferente dos manuais).

 

O enredo tinha uma premissa muito legal, tinha realmente tudo para dar certo, mas os personagens eram muito chatos, onde não consegui simpatizar com nenhum deles, e o desenvolvimento da história não me agradou nenhum pouco. O que eu já suspeitava desde o início aconteceu e, a meu ver, era algo que tinha que ser surpreendente para realmente funcionar. Então, algo que teria que ser o clímax, tornou-se uma revirada de olhos. O bom é que não aconteceu de maneira óbvia, a solução foi boa e é o que dá todo o brilho ao livro, mas continuou óbvio.

 

Digo que o livro me fez suspirar, mas nem sempre pelo mesmo motivo. O final foi composto de bons suspiros, mas o meio foi repleto de enfadonhos. O que realmente aconteceu foi que a escrita do autor realmente não combinou comigo. Uma pena, pois a história tinha tudo para dar certo comigo, afinal fui uma criança com amigos imaginários. Só que a história não me fisgou como o esperado. Ainda acho que você, caro leitor, deveria dar uma chance para o livro, mas não espere muito, a escrita dele não consegue ser envolvente para todos.

 

"Os Criadores de Coincidências" foi, pelo menos, uma leitura interessante que pode até te fisgar. E eu espero que o faça.

 

COMPRO, BAIXO, PEGO EMPRESTADO OU PASSO LOTADO?

 

Eu tinha ele em livro físico e confesso que a edição não estava das melhores. Acabei me rendendo ao ebook e achei ele mais bem feito. Quem sabe a versão digital seja melhor para você mergulhar nessa trama.

 

ONDE COMPRAR

 

Amazon.com

Saraiva.com.br

Livraria Cultura

 

Quer participar do projeto? Então poste uma foto com o seu Os Criadores de Coincidências com a hashtag #blog50livros que adorarei ver. E já fez resenha sobre ele no Skoob? Então me envie um email para contato@50livros.com que vou ler com muito amor! ;-)

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle