© 2017 por 50 Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

RESENHA de "A Mulher na Janela", de A. J. Finn - PROJETO PREPARADA PARA A BIENAL

 

SINOPSE DE ORELHA

 

Anna Fox mora sozinha na bela casa que um dia abrigou sua família feliz. Separada do marido e da filha e sofrendo de uma fobia que a mantém reclusa, ela passa os dias bebendo (muito) vinho, assistindo a filmes antigos, conversando com estranhos na internet e... espionando os vizinhos. Quando os Russells – pai, mãe e o filho adolescente – se mudam para a casa do outro lado do parque, Anna fica obcecada por aquela família perfeita. Até que certa noite, bisbilhotando através de sua câmera, ela vê na casa deles algo que a deixa aterrorizada e faz seu mundo – e seus segredos chocantes – começar a ruir. Mas será que o que testemunhou aconteceu mesmo? O que é realidade? O que é imaginação? Existe realmente alguém em perigo? E quem está no controle? Neste thriller diabolicamente viciante, ninguém – e nada – é o que parece. "A Mulher Na Janela" é um suspense psicológico engenhoso e comovente que remete ao melhor de Hitchcock.

 

SOBRE O AUTOR

 

Formado em Oxford, A.J. Finn é ex-crítico literário e já escreveu para diversas publicações, incluindo Los Angeles Times, The Washington Post e The Times Literary Supplement. A Mulher Na Janela, seu primeiro romance, foi vendido para 36 países e está sendo adaptado para o cinema numa grande produção da 20th Century Fox. Natural de Nova York, Finn viveu por dez anos na Inglaterra antes de voltar para sua cidade natal, onde mora atualmente.
 

NOTAS

 

ENREDO: 4

PERSONAGENS: 5

DESENVOLVIMENTO E ESCRITA: 4

INÍCIO: 3

MEIO: 5

FIM: 5

 

NOTA FINAL: 4,3 de 5

 

LIVRO BOM PARA: morrer de medo dos vizinhos

 

MINHA RESENHA

 

Essa leitura aqui foi uma que fiz de maneira bem despretensiosa. Não conhecia nada da história, não tinha nenhuma expectativa e acho que foi bem benéfico isso, pois vi que tinha muita gente simplesmente amando esse livro. Se tivesse levado isso eu consideração, talvez teria dado uma nota bem menor.

 

O enredo é bem interessante, ainda mais que tem todo um toque noir e de filmes de suspense antigos que ajudam em muito a dar o clima certo. Os personagens foram incríveis, cumpriram de maneira maestral seus papéis, sendo o ponto alto de todo o livro.

 

O transtorno mental vivido pela protagonista e todo o mistério em volta do start disso funcionam quase como um personagem, tendo uma história e personalidade próprios. Eu realmente amei como isso integra a trama de uma forma única e que faz todo o sentido para o suspense geral.

 

Meu problema, de verdade, foi em como a trama começa. Quem acompanha o blog sabe que li "A Garota no Trem", de Paula Hawkins e não foi uma leitura que funcionou 100% para mim e "A Mulher na Janela" começa de maneira muito semelhante, deixando o início das histórias muito próximos. Parecia uma tentativa de inspiração que se tornou mais cópia que o desejado. Eu comecei me decepcionando mais do que curtindo esse início.

 

Acabei demorando MUITO para engatar na leitura por conta disso. Fiquei durante muito tempo comparando os dois livros e isso me desestimulava demais. Só que, a partir do meio exato do livro, tudo começa a mudar e ganha contornos muito próprios. A trama acabou indo para um lado que nem imaginava, mostrando detalhes que eu ainda não tinha percebido.

 

Bom, para não dar um spoiler, acontece um crime que só a protagonista, nada confiável, é testemunha. A partir daí, começam a pipocar algumas coisinhas que dão pistas do que realmente aconteceu. Só consegui ligar todas quando finalmente acontece a última antes da grande revelação. Então, não é impossível descobrir o que aconteceu, mas não é nada fácil. Nessa trama aqui, diferente de seu semelhante supracitado, é realmente muito difícil saber o que é verdade ou delírio. Esse é o charme dessa história.

 

"A Mulher na Janela" é um livro para ser lido sem grandes expectativas, se deixando levar com calma pelos acontecimentos. Não desanime, te garanto que o final valerá muito à pena a leitura.

 

COMPRO, BAIXO, PEGO EMPRESTADO OU PASSO LOTADO?

 

Foi uma leitura muito boa, mas não é um livro que faço questão de ter na minha estante, a não ser que o autor venha de novo ao Brasil. Aí teria o livro para pedir um autógrafo. Mas, fora isso, estou bem satisfeita com a versão em e-book.

 

ONDE COMPRAR

 

Amazon.com

Saraiva.com.br

Submarino.com.br

 

Quer participar do projeto? Então poste uma foto com o seu A Mulher na Janela com a hashtag #blog50livros que adorarei ver. E já fez resenha sobre ele no Skoob? Então me envie um email para contato@50livros.com que vou ler com muito amor! ;-)

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle