© 2017 por 50 Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

RESENHA de "A Hora da Estrela", de Clarice Lispector

23.10.2018

 

SINOPSE DE ORELHA

 

A história da nordestina Macabéa é contada passo a passo por seu autor, o escritor Rodrigo S.M. (um alter-ego de Clarice Lispector), de um modo que os leitores acompanhem o seu processo de criação. À medida que mostra esta alagoana, órfã de pai e mãe, criada por uma tia, desprovida de qualquer encanto, incapaz de comunicar-se com os outros, ele conhece um pouco mais sua própria identidade. A descrição do dia-a-dia de Macabéa na cidade do Rio de Janeiro como datilógrafa, o namoro com Olímpico de Jesus, seu relacionamento com o patrão e com a colega Glória e o encontro final com a cartomante estão sempre acompanhados por convites constantes ao leitor para ver com o autor de que matéria é feita a vida de um ser humano.

 

SOBRE A AUTORA

 

Clarice Lispector, nascida Haia Lispector (Chechelnyk, 10 de dezembro de 1920 — Rio de Janeiro, 9 de dezembro de 1977) foi uma escritora brasileira, nascida na Ucrânia. Autora de linha introspectiva, buscava exprimir, através de seus textos, as agruras e antinomias do ser. Suas obras caracterizam-se pela exacerbação do momento interior e intensa ruptura com o enredo factual, a ponto de a própria subjetividade entrar em crise.


De origem judaica, terceira filha de Pinkouss e de Mania Lispector. A família de Clarice sofreu a perseguição aos judeus, durante a Guerra Civil Russa de 1918-1921. Seu nascimento ocorreu em Chechelnyk, enquanto percorriam várias aldeias da Ucrânia, antes da viagem de emigração ao continente americano. Chegou no Brasil quando tinha dois anos de idade.


A família chegou a Maceió em março de 1922, sendo recebida por Zaina, irmã de Mania, e seu marido e primo José Rabin. Por iniciativa de seu pai, à exceção de Tania – irmã, todos mudaram de nome: o pai passou a se chamar Pedro; Mania, Marieta; Leia – irmã, Elisa; e Haia, Clarice. Pedro passou a trabalhar com Rabin, já um próspero comerciante.


Clarice Lispector começou a escrever logo que aprendeu a ler, na cidade do Recife, onde passou parte da infância. Falava vários idiomas, entre eles o francês e inglês. Cresceu ouvindo no âmbito domiciliar o idioma materno, o iídiche.


Foi hospitalizada pouco tempo depois da publicação do romance A Hora da Estrela com câncer inoperável no ovário, diagnóstico desconhecido por ela. Faleceu no dia 9 de dezembro de 1977, um dia antes de seu 57° aniversário. Foi inumada no Cemitério Israelita do Caju, no Rio de Janeiro, em 11 de dezembro.
 

POR QUE É UM CLÁSSICO?

 

Além de ser uma renomada escritora, Clarice Lispector traz nessa obra uma narrativa ímpar, muito diferente da que costumava usar em seus outros escritos. Ao invés de ser intimista e hermética, como sempre, em "A Hora da Estrela" encontra-se questões filosóficas e existenciais. Essa obra é tão diferente que os acadêmicos de literatura não conseguem classificá-lo em um gênero específico.

 

MINHAS IMPRESSÕES

 

Foi uma leitura incrível. Já estou acostumada com a escrita da autora, mas esse aqui realmente me surpreendeu. Pela primeira vez consegui ler algo dela que não me pareceu autobiográfico. A escrita dessa novela é bem mais fácil que os demais escritos da autora, algo que me encantou. Se você nunca leu Clarice e quer algum lugar para começar, indico esse livro e o conto "Restos de Carnaval". A construção dos personagens é incrível, além da trama ser muito diferente do que encontra-se na literatura. É um enredo muito real, cru e imperativo, mas não chega a ser pesado, mesmo que por vezes eu tenha achado um tanto angustiante. Fora isso, foi uma experiência deliciosa. Não se deixe levar pelo início do livro, há algumas elucubrações existencialistas que não fazem muito sentido, mas insista pois em pouco tempo a narrativa irá te conquistar.

 

NOTA FINAL: 4 de 5

 

DEVE SER LIDO?

 

Com toda a certeza. Comece a ler Clarice Lispector por esse livro e tire da cabeça que ler essa autora é algo complexo demais.

 

ONDE COMPRAR:
 

Amazon.com

Saraiva.com.br

Americanas.com.br (via Ad.fly)

Quer participar do projeto? Então poste uma foto com o seu A Hora da Estrela com as hashtags #blog50livros e #12meses12classicos que adorarei ver. E já fez resenha sobre ele no Skoob? Então me envie um email para contato@50livros.com que vou ler com muito amor! ;-)

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle