© 2017 por 50 Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

A EXPERIÊNCIA de "O Coração é um Caçador Solitário", de Carson McCullers - #TAGCURADORIA

 

SINOPSE DE ORELHA

 

Numa cidadezinha do sul dos Estados Unidos, no final dos anos 1930, os efeitos da Grande Depressão ainda se fazem sentir. Personagens como Biff Brannon, dono do restaurante que nunca fecha na cidade; a garota Mick, forçada a passar abruptamente da infância à idade adulta; o agitador marxista Jake Blount; o médico negro Benedict Copeland, que atende de graça os pacientes pobres e luta pela emancipação racial, enfrentam, além da carência material, o flagelo da solidão e da incomunicabilidade.

O centro desta narrativa, em que cada capítulo assume o ponto de vista de um personagem, é o mudo John Singer, um homem triste e solitário, que por sua serenidade enigmática é visto como um santo pela comunidade.

O coração é um caçador solitário foi publicado em 1940, quando a autora tinha apenas 23 anos, e obteve reconhecimento imediato. O romance foi adaptado para o cinema em 1968 pelo diretor Robert Ellis Miller e publicado no Brasil, com outra tradução, nos anos 1980.

 

SOBRE A AUTORA

 

 

A escritora americana Carson McCullers (1917-1967) não teve uma vida nada fácil. Um marido suicida, o alcoolismo e vinte anos com o lado esquerdo paralisado, depois de um ataque severo, de certa forma moldaram seu estilo. Seus livros, a começar por "O Coração é Um Caçador Solitário", que escreveu aos 23, e foi inesperado sucesso de público e crítica, contam histórias de personagens vivendo às margens da sociedade. Alguns porque não conseguem se adaptar, outros porque têm algum tipo de deformidade física ou moral.

"A Balada do Café Triste" é seu conto mais conhecido (tecnicamente uma novela), e a coloca entre os chamados praticantes do gótico sulista, que inclui Flannery O'Connor, e William Faulkner.

 

MINHAS SENSAÇÕES

 

Essa leitura me trouxe inúmeros sentimentos, uns bons e outros nem tanto. Sabe aquela trama que tinha absolutamente tudo para dar certo? Essa aqui tinha: um plano de fundo interessante, personagens diversos e bem construídos, aprofundamento dos temas referidos e um tom de drama que tinha tudo para embalar a leitura. Mas esse livro pecou em algo muito simples: a quantidade de páginas. O livro ficou simplesmente muito longo para o que se propunha, creio que se tirasse 100 páginas do livro não mudaria nada na história. Isso fez com que grande parte do livro fosse esquecível, realmente me incomodou. Além disso, a partir do meio do livro, fica bem visível que a autora tentou o livro ficar profundo demais. Ao invés de gerar questionamentos e ao leitor, ficou chato, porque, apesar da tentativa de reflexão, ela não conseguiu atingir o objetivo. Isso fez também com que alguns personagens tão promissores ficassem muito caricatos, ganhando muito espaço na narrativa, e outros ficassem simplesmente esquecidos. Outro problema que também encontrei foi a edição. Em união com a Companhia das Letras, a Tag trouxe um livro com uma arte linda, mas com uma letrinha tão pequena que dava vontade de chorar. Isso não ajudou em nada o ritmo de leitura, tornando o livro ainda mais difícil de se envolver.

A revista, por sua vez, estava incrível. Ela conseguiu me passar informações cruciais sobre a vida da autora e do estilo literário que esse livro faz parte, o Gótico Sul-Estadounidense. Tudo ali auxiliou e melhorou a experiência de leitura.

 

 "O Coração é um Caçador Solitário" foi uma leitura morna, sem resoluções e um tanto enfadonha, apesar da trama tocante e personagens complexos.

 

O QUE OUVIR

 

Uma das personagens tem um apresso muito grande por música, principalmente clássica. Por isso, nada mais justo que escutar Beethoven, um músico catártico para a personagem.

 

O QUE ASSISTIR

 

 Não deixe de assistir a adaptação do livro para os cinemas. Aqui em cima tem ele completo no Youtube, mesmo que em inglês e sem legenda, vale a pena conferir. Ao invés de se passar no fim da década de 30, o filme é adaptado para os anos 60 e foi extremamente bem recebido pelo público, incluindo duas indicações ao Oscar.

 

SE VOCÊ GOSTOU DELE, PODE SER QUE GOSTE DE...

 

O livro "O Som e a Fúria", de William Faulkner também faz parte da corrente Gótico Sul-Estadounidense, sendo relacionado diretamente à obra de McCullers.

 

Compre ele aqui

 

ONDE COMPRAR

 

Amazon.com

Saraiva.com.br

Submarino.com.br (via Ad.Fly)

 

ASSINE A TAG!

 

Assine a TAG (Curadoria ou Inéditos) através desse link e ganhe um cupom de R$35,00 para gastar na lojinha da TAG! Lá tem livros indicados, itens de papelaria e até kits dos meses passados. ;-)

 

https://taglivros.com/associe-se/escolha-sua-caixinha?codigo_indicacao=HELULBCW

 

Quer participar do projeto? Então poste uma foto com o seu O Coração é um Caçador Solitário no Instagram com a hashtag #blog50livros que adorarei ver. E já fez resenha sobre ele no Skoob? Então me envie um email para contato@50livros.com que vou ler com muito amor! ;-)

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle