© 2017 por 50 Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

RESENHA de "O Coração das Trevas", de Joseph Conrad - #12MESES12CLASSICOS

 

 

SINOPSE DE ORELHA

 

A história trata das experiências do aventureiro Charles Marlow, um inglês que obteve uma posição junto a uma companhia de comércio belga como capitão de um barco fluvial a vapor nos territórios das colônias da África. Marlow é contratado para transportar marfim através do rio Congo, no entanto, a sua tarefa mais urgente é procurar e descobrir o paradeiro do senhor Kurtz, um dos mais famosos administradores dos entrepostos da colônia, cujo paradeiro é ignorado por todos. Marlow conta a um grupo de amigos, a bordo de um navio ancorado no estuário do rio Tâmisa, desde o anoitecer até o nascer do sol do dia seguinte, sua aventura congolesa.
 

SOBRE O AUTOR

 

Foi um escritor britânico de origem polaca. Muitas das obras de Conrad centram-se em marinheiros e no mar. Exilado com a família na Rússia, teve o primeiro contato com a língua inglesa através do pai, tradutor de Shakespeare, e outros autores de renome. Ganhou cidadania britânica em 1886, apesar de sempre ter se considerado polonês.

Após abandonar sua carreira na Marinha, publicou o primeiro livro, A loucura do Almayer (1895). A esse se seguiram doze obras de caráter realista e romântico e 28 narrativas breves. Entre as mais importantes estão Lord Jim (1900), O coração das trevas (1902), Nostromo (1904), entre outras. Joseph Conrad morreu em 1924, na Inglaterra.

 

POR QUE É UM CLÁSSICO?

 

Conrad conseguiu construir uma história dentro da outra, onde um personagem conta sua história. Mas ele foi considerado um clássico por conta da crítica feita pelo autor africano Chinua Acheb, aproximadamente 70 anos depois após a publicação do livro de Conrad, apontando o racismo presente na obra e em como ele ainda existia nos dias atuais. Desde essa palestra feito pelo escritor, ela passou a ser discutida até os dias de hoje, ainda não havendo um consenso sobre a obra.

 

MINHAS IMPRESSÕES

 

Foi uma leitura interessante, que me fez pensar muito. Apesar de ser uma obra relativamente antiga, foi fácil de ler, criando um clima sensacional, fazendo que o leitor seja transportado para o Congo Belga colonial. Me arrisco até de chama-lo sensorial. Mas é necessário uma certa noção histórica para não ficar meio perdido na leitura. Também é preciso ler com olhos críticos e não levar a ferro e fogo tudo o que é narrado, já que há muito racismo e eurocentrismo implícito. Fora isso, foi uma leitura fácil, mas com um tema muito difícil. 

 

NOTA FINAL: 5 de 5

 

DEVE SER LIDO?

 

Sim, mas com ressalvas. Não é aconselhável lê-lo com um pensamento eurocêntrico, pois a narrativa é imbuída de racismo. Leia sempre com um pensamento bem crítico.

 

ONDE COMPRAR

 

Amazon.com (físico)

Amazon.com (disponível no Kindle Unlimited)

Saraiva.com.br

Shoptime.com.br (via Ad.fly)

 

Quer participar do projeto? Então poste uma foto com o seu O Coração das Trevas com as hashtags #blog50livros e #12meses12classicos que adorarei ver. E já fez resenha sobre ele no Skoob? Então me envie um email para contato@50livros.com que vou ler com muito amor! ;-)

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle