© 2017 por 50 Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

RESENHA de "Desafiando as Estrelas", de Claudia Gray - #TURISTALITERARIO

 

 

SINOPSE DE ORELHA

 

Um planeta devastado, uma guerra interestelar, humanos em crise, robôs que são menos máquinas do que aparentam ser, e algumas perguntas: até onde a tecnologia pode nos levar? E quem a controla? Este é o mote de Desafiando as Estrelas, primeiro da série de ficção científica Constelação, assinada pela autora best-seller do The New York Times, Claudia Gray.

No livro, que se passa em um futuro distante, os habitantes da Terra dominam o espaço, mas sofrem com a falta de recursos naturais. A crise os leva em busca de uma nova casa, e à guerra com as novas colônias, que lutam bravamente para manter a independência.

Noemi Vidal é uma jovem soldada do Gênesis, planeta que um dia já foi uma colônia da Terra e hoje está em guerra por sua independência. Há décadas os habitantes de Gênesis lutam contra os exércitos de mecans, robôs humanoides terrestres, e o conflito não parece estar chegando ao fim. Com apenas dezessete anos, Noemi acaba a bordo de uma nave abandonada, Daedalus, onde encontra Abel, um androide diferente dos outros 25 modelos conhecidos. Criado pelo mais renomado cientista terráqueo, Abel está preso na nave por 30 anos e, contrariando o previsto pelo sistema que o controla, passa a trabalhar para sua nova comandante, e assume a missão de ajudar a salvar Gênesis.

Juntos e desconfiados, Noemi pretende usar Abel em uma missão que pode livrar Gênesis da ameaça da Terra de uma vez por todas, mesmo que essa missão possa destrui-lo. Para isso, eles precisam partir em uma jornada pela galáxia, onde descobrem que Abel é muito mais humano do que esperavam. Aos poucos, a dupla aprende que as histórias que sempre ouviram podem não ser reais e, à medida que conhecem novos mundos e fazem novos aliados e inimigos, Abel e Noemi precisam tomar difíceis decisões que mudam todo o equilíbrio da relação humano/androide.

Claudia Gray tem uma enorme experiência com histórias de ficção científica, e usa todo seu talento para criar uma saga surpreendente. Noemi e Abel viajam pelas estrelas em busca de uma solução para o conflito que põe em risco seus planetas, e quanto mais tempo passam juntos, mais são forçados a questionar se tudo que lhes foi ensinado é mesmo verdade. Desafiando as Estrelas é recheado de ação e suspense e deixa os leitores ansiosos para saber o que vem a seguir.

 

SOBRE A AUTORA

 

Claudia Gray é o pseudônimo da escritora de Nova Orleans Amy Vincent, autora da série best-seller do The New York Times Evernight. Ela já trabalhou como advogada, jornalista, DJ e garçonete.

 

NOTAS

 

ENREDO: 5

PERSONAGENS: 4

DESENVOLVIMENTO E ESCRITA: 3

INÍCIO: 5

MEIO: 3

FIM: 4

 

NOTA FINAL: 4 de 5

 

LIVRO BOM PARA: imaginar o futuro

 

MINHA RESENHA

 

Se você está esperando um livro de ficção científica, sinto te decepcionar, mas esse não é o caso. Pelo menos, não diretamente.

 

Você conhece o gênero Space Opera? Pode até não conhecer por esse nome, mas tenho certeza que você já teve contato com ele. O melhor exemplo disso é a saga cinematográfica Star Wars. O Space Opera consiste em um drama, romance ou até mesmo suspense que se passa no espaço. Nem sempre o foco é a questão científica ou há um mergulho nessa nova realidade. A questão futurística ou científica fica só a cargo da ambientação.

 

E esse livro aqui faz parte desse gênero. Apesar de se passar no futuro, com uma ambientação bem legal e detalhada, o centro da história é um romance adolescente. Confesso que fui com muita cede ao pote, já que esperava uma ficção científica. Só que não encontrei isso e acabou me frustrando um pouco, principalmente lá pelo meio do livro.

 

Apesar do enredo ser ótimo, os personagens convencerem e o início do livro ser incrível, o livro acabou sendo um pouco longo, ainda mais com o foco tão grande no romance. O livro acabou, infelizmente, sendo um pouco lento. Senti um pouco de falta da parte moral que é tão comentada no início.

 

O fim é legal, dá um gancho interessante para um próximo volume, só espero que os próximo foquem um pouco mais na questão política e menos no romance em si. Apesar de eu ser uma fã de casais em livros que não são propriamente de romance, esse aqui foi um tanto exagerado.

 

"Desafiando as Estrelas" foi uma leitura longa e lenta, mas interessante que com certeza me deu vontade de ler as continuações.

 

COMPRO, BAIXO, PEGO EMPRESTADO OU PASSO LOTADO?

 

Não sei ao certo. Acho que é um estilo de livro que pode não agradar todo mundo, então vale mais a pena pegar emprestado primeiro. Se é seu tipo de leitura, aconselho que compre em e-book porque o livro é bem grande e pesado, então é mais cômodo ler ele no seu Kindle, tablet ou celular.

 

ONDE COMPRAR

 

Amazon.com

Saraiva.com.br

Submarino.com.br (via Ad.fly)

 

A CAIXINHA DE JANEIRO DE 2019 DO TURISTA LITERÁRIO

 

Foi uma caixinha bem completa, mas não me encheu os olhos de primeira. Demorei para usar o que veio junto, mas agora já consegui usar tudo e garanto que foram bem úteis. Foi uma boa caixa, mas não foi uma das minhas favoritas.

 

NOTA DA CAIXA: 4,5 de 5

 

ASSINE O TURISTA LITERÁRIO!

 

 

ASSINE AQUI!

 

Quer participar do projeto? Então poste uma foto com o seu Desafiando as Estrelas com a hashtag #blog50livros que adorarei ver. E já fez resenha sobre ele no Skoob? Então me envie um email para contato@50livros.com que vou ler com muito amor! ;-)

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle