© 2017 por 50 Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

DE MALA E CUIA - Bonito/MS - dias 01 e 02

 

Eu sou muito fã de viajar, principalmente para o exterior (ryca), mas tem lugares aqui mesmo no Brasil que são encantadores. O meu favorito é Bonito, cidade de referência mundial em ecoturismo, localizada no interior do estado do Mato Grosso do Sul. Fui agora em abril pela terceira vez e quero mostrar um pouco da minha experiência. Foram 3 dias que dividirei em 2 posts aqui.

 

Planeje antes de ir!

 

Vale sempre avisar que, por mais que a cidade de Bonito tem aeroporto, há somente 2 voos na semana, ambos operados pela Azul, tendo um valor salgadinho. Para maior facilidade e economia, saiba que seu voo deve chegar em Campo Grande, que se separa de Bonito em 300 quilômetros, que podem ser feitos tanto por um transfer, que pode ser contratado no próprio aeroporto, quanto alugando um carro no próprio aeroporto.

 

Alugar um carro ou pagar um transfer?

 

Eu não dirijo, então para mim não teria muita opção. Mas se você tem uma habilitação válida, sendo habilitado há mais de 2 anos, vale muito a pena alugar um carro. A viagem para Bonito, apesar de longa, é bem simples: estradas retas, bem cuidadas (apesar de pista única) e com pouco movimento. Para se guiar por ela, o GPS dá conta do recado. Não se fie pelas placas, até a cidade de Nioaque não se faz referência alguma à cidade de Bonito. Caso queira ir na base da aventura, siga as direções para Sidrolândia, depois Nioaque e depois para o destino final.


O carro vale também a pena para chegar aos passeios em Bonito, pois todos são afastados do centro e, caso use o transporte da agência, são caros e sujeitos à disponibilidade. No primeiro dia, queríamos ter feito um passeio, mas não conseguimos pois não havia um transporte disponível.

 

O Hotel

 

Escolhemos um hotel no centro para ficarmos próximas de tudo. Ficamos no Hotel Rancho Jarinu. Andamos bastante a pé pelo centro e o hotel tinha um serviço legal: bom café da manhã, piscina, quartos com banheiros grandes e ar condicionado spliter. Foi uma estadia super confortável.


Saiba que quanto mais luxuosa for a sua escolha, mais afastado do centro seu hotel será. Os valores são justos e acomodam bem tanto casais quanto amigos, famílias grandes ou pessoas sozinhas.

 

 

 

 

Projeto Jiboia

 

No dia em que chegamos na cidade, o dia 01, queríamos ter ido ao Balneário Municipal, uma espécie de praia de rio. Porém, não conseguimos transporte, então tivemos que mudar um pouco nossa programação e escolhemos ir nesse dia no Projeto Jiboia.


Nele, um biólogo dá uma palestra de aproximadamente 1 hora, sobre a importância da preservação do animal e sua atribuição no equilíbrio ambiental. Depois, em um agrado, você pode tirar fotos com uma das cobras criadas no local, esse que também é um criatório de cobras para animais exóticos e reequilíbrio ambiental.

 

 


Foi a segunda vez que prestigiei o projeto e continua incrível. O palestrante gera um clima de dessensibilização com o animal e a grande maioria tira fotos, mesmo aqueles que foram para lá morrendo de medo. Além de ser um evento divertido (as crianças amam), o propósito educativo é alcançado com sucesso. Pagamos 50 reais sem transporte. Quem é morador de Bonito não paga o evento.

 

Gruta da Lagoa Azul

 

No início do segundo dia, fomos conhecer a Gruta da Lagoa Azul, uma das mais famosas grutas com água do mundo. Além de uma beleza incrível, água azul cristalina e ser uma verdadeira aventura chegar até o seu cerne, a lagoa possui crustáceos albinos que só existem em 3 lugares do planeta, possuindo assim um profundo potencial científico.

 

 


Quando fui a primeira vez visitá-la, em 2013, o novo caminho de escadas ainda não tinha sido feito e garanto que esse novo não só é mais seguro, como mais bonito. Apesar do tempo fechado, foi fácil apreciar o azul da água e a luminosidade entrando por ela. Pagamos 60 reais sem transporte.

 

Balneário Municipal

 

A cidade de Bonito possui vários balneários, mas esse é o que mais gosto. Infelizmente, choveu demais enquanto estávamos lá, mas o pouco tempo em que estiou aproveitamos para nadar com os peixes e aproveitar a água de um verde cristalino. É um ótimo lugar para relaxar, almoçar e passar o dia curtindo a natureza. Pagamos 36 reais sem transporte.

 

 

Por que todos os valores estão sem transporte? Esses valores variam entre agências?

 

O valor do transporte varia de acordo com a demanda. Caso tenham muitas pessoas, como foi o caso da Gruta, pagamos 20 reais. Já no terceiro dia, para a Estância Mimosa, não tinha ninguém para dividir, aí pagamos transporte particular, bem mais caro.

 

Os valores dos passeios são fixos e limitados, sendo todos os vouchers emitidos pela própria prefeitura através das agências. Você não conseguirá fazer os passeios se não comprá-los por uma agência. São inúmeras pelo centro da cidade, usamos a Bonitour e foi ótimo. O que varia entre elas é o valor dos transportes e a forma de pagamento. Se você estiver de carro, vai pagar o mesmo valor em todas. Escolhi a Bonitour por parcelar em até 6 vezes sem juros no cartão de crédito, enquanto outras parcelam normalmente em até 4.

E aí, curtiram o post? Dia 23 de maio sai o segundo post com o terceiro dia da viagem e outras dicas, fique de olho. Já foi a Bonito/MS? Se sim, posta uma foto sua de Las Vegas no Instagram com a #blog50livros que vou adorar ver e curtir.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Some elements on this page did not load. Refresh your site & try again.

Please reload

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle